Vida real de J.R. Guzzo

Perspicaz, pontiagudo, assertivo com grande credibilidade J.R. Guzzo trouxe em sua página da revista Exame alguns flagrantes da vida pública no Brasil no mês de Abril de 2015.

Vamos chamar de ATOS.

Então vamos ao ATO 01 – O tesoureiro do partido que controla o Brasil há 12 anos foi preso por envolvimento com denúncias de corrupção no caso do “petróleo”. Não faz muito tempo o tesoureiro, anterior a este, também foi preso por envolvimento com o conhecido “mensalão”.

ATO 02 - Veja bem a sétima ou oitava economia do planeta caiu em 2014 para 25° lugar na lista dos principais exportadores, ficamos atrás da Malásia e Tailândia registrando o pior desempenho entre os 30 países que mais exportam. Somos o gigante pela própria natureza e...

J.R. Guzzo aponta o dedo para uma ferida enorme e dolorida na área de tecnologia da informação, entre 140 países estamos em 84° lugar no aproveitamento e no acesso aos benefícios do computador. Na vida, no trabalho entre outras coisas do mundo bem digital de hoje.

São flagrantes sem brilho, incolores, porém doloridos para o nosso povo e para nação Brasil.

Esses flagrantes me remeteram a minha Uberaba das Minas Gerais terra de Antonio Santos Guido, um comerciante de materiais de construção que inconformado com ”alguma coisa” na tradicional cidade soltou um jargão que se torno celebre: “Uberaba cresce enquanto o Uberabense dorme”. Será que isso do Seo Santos Guido se aplica ao Gigante?

Mas já estamos em Maio e os flagrantes serão outros, com certeza!!!